Entre os principais pontos do acordo fechado está a PLR de R$ 5 mil, mais 100% do salário

Os doze mil trabalhadores da Nestlé conquistaram reajuste salarial de 10% e PLR (Participação nos Lucros ou Resultados) de R$ 5 mil mais 100% do salário, conforme acordo fechado entre a Fetiasp (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado de S.Paulo) e Sindicatos filiados.

“Depois de muita luta, a união entre a Federação, os Sindicatos e os trabalhadores da empresa  garantiu um reajuste digno e melhorias em diversos benefícios para os trabalhadores e suas famílias”, declara Melquíades de Araújo, presidente da Federação.

“Estamos orgulhosos de defender uma categoria que, unida durante nossas assembleias nas portas das fábricas da Nestlé, demonstrou confiança em nossa Federação e Sindicatos filiados, apoiando nossos manifestos. Diante de um cenário político e econômico de crise, no qual as negociações se tornam verdadeiras batalhas ideológicas e econômicas, nossa união concretizou nossa vitória. Podemos comemorar, venceu a razão, pautada, sempre, em nossa união”, afirma Araújo.

Durante a Campanha Salarial, a Federação e os Sindicatos realizaram assembleias com os trabalhadores nas unidades de Araras, Araçatuba, Araraquara, Caçapava, Limeira, Marília, São José do Rio Pardo e São Paulo (centro de distribuição e setor administrativo).
Eis os principais pontos do acordo fechado com a Nestlé: reajuste de 10%, a partir de 1º de novembro; piso salarial de R$ 1.474,00; ajuda alimentação durante treze meses, no valor de R$ 575,00, com pagamento no dia 20 de cada mês, a partir de janeiro de 2016 (sendo que duas das parcelas deverão ser pagas em 20/12/2015); Participação nos Lucros ou Resultados de 100% do salário, mais R$ 5 mil.

FSindical – 06/11/2015