Sindicato Nacional da Indústria de
Trefilação e Laminação de Metais Ferrosos

Filiado a FIESP

Sbado, 23 de Setembro de 2017






Associe-se!
Clique aqui e conheça as vantagens

Chile desacelera e pode ter recessão

A economia chilena registrou o menor ritmo de expansão em oito anos em 2016, quando o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1,6%, depois de registrar uma contração de 0,4% no quarto trimestre em relação ao terceiro trimestre, segundo informou ontem Banco Central do Chile. Este é pior resultado anual desde 2009, quando o PIB chileno contraiu 1%, afetado pela crise financeira internacional.

Analistas da Capital Economics alertam que o PIB pode voltar a encolher neste primeiro trimestre, o que colocaria a economia chilena em uma recessão técnica, em virtude do impacto da greve na mina de cobre Escondida – a maior do mundo – iniciada em fevereiro. “Embora o crescimento deva se recuperar quando a greve for resolvida, a economia terá dificuldade em crescer mais de 1% ao longo deste ano como um todo”, segundo a Capital Economics.

A economia do Chile foi perdendo força ao longo do ano. No primeiro trimestre, o país sul-americano registrou um crescimento de 2,5% na comparação anual. Essa taxa desacelerou para uma expansão de 1,7% no segundo trimestre. No terceiro trimestre, houve uma ligeira recuperação para um crescimento de 1,8%, que caiu para 0,5% no quarto trimestre em relação a igual trimestre de 2015.

No ano passado, a atividade do setor de mineração encolheu 2,9%, pressionado pelos cortes nos investimentos em virtude da queda nos preços globais de cobre, segundo o banco central. Esse resultado foi influenciado por uma contração de 2,7% na atividade de cobre, enquanto o resto do setor de mineração reportou um declínio de 5,3%. O Chile é o maior exportador mundial de cobre.

Também pesou sobre o crescimento a contração de 1,8% na atividade do setor de serviços, que inclui arquitetura e engenharia.

As atividades de exportação de frutas, serviços pessoais e varejo foram os que mais contribuíram para o crescimento em 2016, segundo o banco central. A demanda doméstica cresceu 1,1%, impulsionada pelos gastos de consumo.

O setor com melhor desempenho no ano foi o de serviços, que cresceu 5,3%. Comércio ficou com a segunda melhor performance, com alta de 3,4%.

O investimento caiu 0,8% no ano passado, com o ambiente de incerteza econômica e dúvidas sobre as reformas econômicas pesando no sentimento dos empresários. Depois de crescer 1,1% e 4,1% no primeiro e segundo trimestres, respectivamente, o investimento encolheu 2,4% e 5% nos dois últimos trimestres.

Abinee/Valor Econômico – 21/03/2017

continue lendo:

‘Preparamos decretos para salvar setor minerador de carvão’ , diz Trump

Por Valor, com agências internacionais

SÃO PAULO ­ O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda­feira à noite que preparou novos decretos para “salvar” o setor de mineração de carvão e colocar os mineiros de volta para trabalhar.

“Enquanto falamos, estamos preparando novas ações executivas para salvar nossa indústria do carvão e salvar nossos maravilhosos mineiros”, disse Trump em um evento na cidade de Louisville, no Kentucky, sem dar mais detalhes. “Os mineiros estão voltando.”

Sobre a proposta de reforma do sistema saúde apresentada pelos líderes do Partido Republicano na Câmara dos Deputados, ele afirmou que quer baixar os preços de medicamentos prescritos por meio de “um processo de licitação competitivo”.

“Teremos um grande processo de licitação competitivo, os preços dos medicamentos irão diminuir”, prometeu. “Estamos tentando adicionar isso a esse projeto de lei e, se não conseguirmos, teremos isso logo depois”.

Sem comentar o depoimento do diretor do FBI ao Comitê de Inteligência da Câmara, que confirmou a existência de uma investigação sobre a suposta interferência da Rússia nas eleições americanas, Trump recorreu à retórica de campanha.

Ele repetiu promessas antigas, como fazer dos EUA “uma nação rica outra vez”, barrar o “terrorismo radical islâmico” e construir “um grande muro de fronteira”. Sobre a imigração, ele disse que, desde o dia de sua eleição, reduziu o fluxo ilegal na fronteira com o México em 61%.

Por fim, em tom patriótico, fez um apelo à união do país: “Somos um povo e dividimos a mesma fé. Quer sejamos negros, pardos ou brancos, temos todos o mesmo sangue vermelho e saudamos a mesma grande bandeira americana.

Valor Econômico – 20/03/2017

Redação On março - 21 - 2017
  • Central de atendimento
  • Telefone: (11) 3285-3522 / e-mail: sicetel@sicetel.com.br
Associe-se!
        Clique aqui
Cadastre seu e-mail e receba periodicamente notícias do SICETEL.