Nesta Campanha a luta do Sindicato para com os trabalhadores é por aumento real, reposição da inflação, valorização do piso salarial, PLR, empregos, e a manutenção das 82 cláusulas sociais contidas na Convenção Coletiva da Categoria como hora extra, adicional noturno, garantia de emprego ao empregado vítima de acidente de trabalho, garantia ao portador de doença profissional, complementação do auxílio previdenciário, abono por aposentadoria, férias,reajuste e manutenção do vale-compra, dentre outros.

Para Wagner da Silveira, Juca, secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba, “vamos ter que lutar para manter os direitos dos trabalhadores, pois a maioria das empresas se adequaram a crise. Vamos intensificar a nossa luta e fazer uma Campanha Salarial vitoriosa”, destacou.

Na próxima semana a diretoria do Sindicato inicia as assembleias com os trabalhadores nas portas das fábricas. Os metalúrgicos têm data-base em 1º de novembro, e somam cerca de 15 mil trabalhadores em sua base formada em Piracicaba e região.

FSindical – 19/09/2016

continue lendo: