Sindicato Nacional da Indústria de
Trefilação e Laminação de Metais Ferrosos

Filiado a FIESP

Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017






Associe-se!
Clique aqui e conheça as vantagens

 

Produção industrial sobe 0,1% em julho, mas recua 9,6% em 12 meses

Por Robson Sales

RIO ­ (Atualizada às 9h39) A produção da indústria nacional aumentou 0,1% em julho, na comparação com um mês antes, quando houve alta de 1,3% (dado revisado), feitos os ajustes sazonais, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi o quinto mês seguido que a indústria apresentou resultado positivo no confronto com o mês imediatamente anterior.

A média estimada por 23 analistas consultados pelo Valor Data era queda de 0,1% no período. O intervalo das estimativas ia de aumento de queda de 0,9% a avanço de 1,1%.

Na passagem de junho para julho de 2016, 11 dos 24 ramos pesquisados registraram taxas positivas, com destaque para o avanço de 2% registrado por produtos alimentícios, que interrompeu dois meses consecutivos de queda na produção, uma perda acumulada de 6,4% nesse período, informou o IBGE.

Registraram ainda crescimento indústrias extrativas (1,6%), equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (5,8%), metalurgia (1,6%), coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (0,4%) e produtos de borracha e de material plástico (1,3%).

Na comparação com julho de 2015, a produção industrial brasileira caiu 6,6%, a 29ª taxa negativa consecutiva nesse confronto, ainda mostrando perfil disseminado de baixa. Economistas ouvidos pelo Valor Data esperavam decréscimo de 7%.

No ano, a produção industrial acumulou baixa de 8,7%, com 24 dos 26 ramos e 74,3% dos 805 produtos pesquisados verificando decréscimo. Em 12 meses, a indústria recuou 9,6%.

Categorias econômicas

Em julho, a produção de bens de capital diminuiu 2,7%, após seis altas seguidas. A produção de bens intermediários, por sua vez, subiu 1,6%, depois de avançar 0,8%, a de bens duráveis teve alta de 3,3% em julho. Já a produção de bens semi e não duráveis recuou 1,9%, revertendo o sinal positivo de junho. (Robson Sales | Valor)

Redação On setembro - 2 - 2016
  • Central de atendimento
  • Telefone: (11) 3285-3522 / e-mail: sicetel@sicetel.com.br
Associe-se!
        Clique aqui
Cadastre seu e-mail e receba periodicamente notícias do SICETEL.