Sindicato Nacional da Indústria de
Trefilação e Laminação de Metais Ferrosos

Filiado a FIESP

Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017






Associe-se!
Clique aqui e conheça as vantagens

Setor do alumínio levará pleitos ao governo federal

O objetivo é aumentar a competitividade da indústria para que as empresas possam investir no longo prazo

Juliana Estigarríbia

Representantes da indústria do alumínio prometem levar uma proposta de política industrial do setor para o governo federal com o intuito de elevar a competitividade da cadeia produtiva.

“Nosso objetivo é garantir um ambiente com condições para que as empresas possam investir no longo prazo”, afirmou nesta terça-feira (07) o presidente do Conselho da Associação Brasileira do Alumínio (Abal), Alberto Fabrini, durante abertura do 7º Congresso Internacional do Alumínio, em São Paulo.

O secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Comércio Exterior e Serviços, Fernando Magalhães Furlan, também se comprometeu a auxiliar o setor a recuperar competitividade.

“Temos grandes desafios pela frente para encontrar soluções à indústria do alumínio, que sofre com a falta de condições para produzir o metal primário e passou a importar boa parte do que consome internamente”, destacou Furlan durante o congresso.

Ele acrescentou o potencial do País no segmento da mineração. “O Brasil tem a terceira maior reserva de bauxita do mundo, porém fechou operações de alumínio primário e hoje só tem duas na ativa”, lamentou.

Fonte: Infomet/DCI

continue lendo:

Anfir: vendas caem 30,64% até maio

O setor de implementos rodoviários vendeu 26,336 mil unidades entre janeiro e maio de 2016, queda de 30,64% sobre um ano antes, informou ontem a Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir).

Na análise por segmento, houve queda de 13,78% em reboques e semirreboques no período, totalizando 10,412 mil unidades, enquanto as vendas de carroceria sobre chassis baixaram 38,82%, para 15,924 mil produtos.

A entidade afirma que não há como reverter o quadro atual, uma vez que, para registrar estabilidade em relação a 2015, o mercado teria que comprar 50,347 mil unidades nos próximos sete meses. “Uma meta impossível de ser alcançada este ano, tendo em vista a situação de desaquecimento da economia”, avaliou, em nota, o presidente da Anfir, Alcides Braga.

DCI – 08/06/2016

Redação On junho - 8 - 2016
  • Central de atendimento
  • Telefone: (11) 3285-3522 / e-mail: sicetel@sicetel.com.br
Associe-se!
        Clique aqui
Cadastre seu e-mail e receba periodicamente notícias do SICETEL.