Sindicato Nacional da Indústria de
Trefilação e Laminação de Metais Ferrosos

Filiado a FIESP

Sbado, 25 de Novembro de 2017






Associe-se!
Clique aqui e conheça as vantagens

Cientista em materiais defende uso de nióbio para melhorar performance do aço

Sócio-diretor da NiobelCon participará do 9º Simpósio SAE BRASIL de Novos Materiais e Nanotecnologia no IPT, dia 7 de junho, em São Paulo (SP).

Amplamente utilizada em carroçarias para atender as exigências de redução de peso e melhoria de segurança, a conformação a quente pode gerar aços de comportamento frágil em determinadas condições, relacionadas a limpezas, processamentos e reações de corrosão em serviço.

Uma solução para a melhoria de desempenho é a aplicação de microligas de nióbio, que é um dos metais mais resistentes à corrosão e a temperaturas extremas. A sugestão é do Ph.D. em Ciência dos Materiais, Hardy Mohrbacher, sócio-diretor da NiobelCon, que participará do 9º Simpósio SAE BRASIL de Novos Materiais e Nanotecnologia. Com indústria, academia e governo, o encontro será realizado no IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), em São Paulo, dia 7 de junho.

De acordo com Mohrbacher, a aplicação de microligas de nióbio tem resultado em melhorias significativas para o desempenho do aço, que envolvem redução da sensibilidade às condições desfavoráveis e entrega de maior maleabilidade ao produto. “Estes efeitos estão relacionados à formação de nanopartículas no aço, o que influencia positivamente a sua microestrutura”, adianta o engenheiro.

Hardy Mohrbacher é Ph.D. em Ciência dos Materiais e mestre em Engenharia Mecânica. Trabalhou em siderúrgicas europeias com foco em aplicações automotivas de aço e solda a laser. Há mais de 10 anos, dirige empresa de consultoria especializada em design de liga e otimização para aço, ferro fundido, metais duros e alumínio. Também é professor associado em universidades da Europa e da China, onde ministra cursos sobre metalurgia.

“Os simpósios da SAE BRASIL elevam o debate, aprofundam o conhecimento tecnológico e preparam os profissionais da engenharia para os desafios competitivos atuais e futuros”, aponta Frank Sowade, presidente da SAE BRASIL.

9º Simpósio SAE BRASIL de Novos Materiais e Nanotecnologia, dia 7 de junho, das 8h às 17h, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT (Auditório do Prédio 50) – Av. Profº Almeida Prado, 532, Cidade Universitária, São Paulo (SP).
Fonte: Fator Brasil

continue lendo:

IABr nega acusações de tentar barrar importações de aço

 

Alberto Alerigi Jr.

O Instituto Aço Brasil, que representa as usinas siderúrgicas instaladas no país, negou acusações de que tenha agido para barrar a concorrência ao abrir uma série de processos na justiça contra a importação de vergalhões.

A entidade, que representa empresas como Gerdau (GGBR4.SA: Cotações), ArcelorMittal (ISPA.AS: Cotações) e Votorantim Siderurgia, negou acusações feitas por entidade de importadores de aço que resultou em abertura de um processo administrativo contra o IABr pelo órgão de defesa da concorrência no país, Cade.

“O que o Aço Brasil fez foi solicitar aos poderes constituídos que se averiguasse a qualidade dos vergalhões importados, de acordo com os mesmos procedimentos a que são submetidos os vergalhões produzidos no país”, afirmou o IABr em comunicado à imprensa.

“Carecem, portanto, de fundamento as alegações colocadas pela Abrifa junto ao Cade de que o Aço Brasil quer impedir as importações”, acrescentou a entidade, em referência à entidade que pediu abertura de processo de averigação.

Representantes da Abrifa não puderam ser contatados para comentar o assunto. No processo aberto junto ao Cade, a entidade afirma que o IABr abriu 40 ações judiciais contra importações de vergalhões, usando mecanismo conhecido como “Sham Litigation”, em que o executor da estratégia não baseada em preços cria dificuldades à livre concorrência ao limitar ou impedir acesso de novas empresas ao mercado.

Fonte: Reuters

Redação On maio - 25 - 2016
  • Central de atendimento
  • Telefone: (11) 3285-3522 / e-mail: sicetel@sicetel.com.br
Associe-se!
        Clique aqui
Cadastre seu e-mail e receba periodicamente notícias do SICETEL.